Notícias

Apple planeja limitar número de rastreadores de dados em aplicativos infantis.

Os cartazes e as propagandas na TV dizem que a Apple é a "companhia amiga da privacidade". Podemos concordar que, comparada aos seus concorrentes, a Maçã, de fato, está bem a frente no quesito de segurança de dados. Mas ela não é perfeita. E Tim Cook sabe disso.
A Apple irá introduzir novos limites de rastreamento para aplicativos de terceiros, focando principalmente os apps infantis, segundo informou o The Wall Street Journal. O mais provável é que o anúncio aconteça durante da WWDC 2019, conferência da empresa que começa nessa segunda-feira (03/6). 

Quando o assunto é privacidade, a App Store é Calcanhar de Aquiles da Apple. No Washington Post, o jornalista Geoffrey Fowler escreveu um artigo onde registrou milhares de restreadores escondidos em aplicativos de iPhone, que enviavam dados pessoais para anunciantes. 

Sendo assim, os aplicativos podem saber tudo sobre crianças e adultos, por causa da quantidade de dados armazenado. A intenção da Apple é reduzir o número de rastreadores nos apps infantis. 

Em comunicado ao Wall Street Journal, a Apple se comprometeu a "continuar a enfrentar os desafios de melhorar a transparência e ajudar os usuários a obter mais privacidade e segurança para os dados que escolheram compartilhar".

Considerando o posicionamento da empresa de Tim Cook na mídia, com a propaganda:  "O que acontece no seu iPhone, fica no seu iPhone", essas medidas são mais do que necessários e já vêm tarde. E considerando que a privacidade é a palavra de ordem de todo grande evento de Tecnologia atualmente, a WWDC 2019 não deve ser diferente.

Fonte: olhardigital