Notícias

Câmeras antigas são recriadas com papel por artista sul coreano.

Câmeras ganham tom vintage através de corte e papel O artista e designer gráfico, Lee Ji-Hee decidiu apresentar sua própria visão em papel e cores das câmeras antigas, na série “Classic Camera Series”. Lee revisitou marcas e modelos famosos, como a Rollei Flex 2.8GX (1989), Nikon FA Gold (1984) e até mesmo a Leica IIIf Red Dial (1952). Com papéis em tons vibrantes, ele reviveu os detalhes das máquinas com delicadeza. Agora todo mundo pode ler os escritos geniais de Leonardo Da Vinci Conheça a artista que está usando Google Street View para fotografar o mundo Designer mistura arte e cultura maker para empoderar mulheres na tecnologia Essa conta do Twitter vai aumentar seu repertório de memes Depois de 28 anos enterrado, o bigode de Salvador Dalí continua preservado O tempo para finalizar dez câmeras de papel chega até cinco meses. Para alcançar esse nível de estética, o processo de produção é minucioso – e tedioso. Para que Lee consiga se manter ativo, ele intercala o projeto com trabalhos maiores. Em seu site, é possível conferir mais criações do gênero. Para conseguir reproduzir todos os detalhes das câmeras, Lee dedica seu tempo para buscar informações sobre as máquinas, além de visitar o museus de câmeras e rascunhar a melhor forma de traduzir o design das máquinas. Mais imagens da série podem ser vistas no Behance do artista ou no seu Instagram. por Ana Roza