Notícias

Ferramenta ajuda a desenvolver sites para daltônicos.

O Colorblinding é uma extensão gratuita para Google Chrome que permite alterar as cores de páginas da internet. Mas, ao contrário de plugins como o Stylish, que conseguem mudar, por exemplo, as cores do Facebook, o Colorblinding ajusta as cores das páginas para que o usuário possa vê-la da mesma forma que uma pessoa com daltonismo. O aplicativo foi criado pelo programador brasileiro Leonardo Cardoso. Segundo Cardoso, já existiam alguns serviços na web que permitiam converter imagens para simular a visão de um daltônico, mas ainda não havia nada voltado para páginas inteiras da internet. De acordo com a ONG Colour Blind Awareness, uma a cada 200 mulheres do mundo todo possui algum tipo de daltonismo. Nos homens, essa taxa sobe para um a cada doze. Por isso, a extensão é bastante útil, pois pode ser usada por webdesigners na hora de escolherem as cores que serão utilizadas em seus sites. Dessa forma, é garantido um melhor acesso desse público ao conteúdo da internet.

Daltonismo.

A retina do olho humano possui três tipos diferentes de células sensíveis à cor. Chamadas de “cones”, cada uma dessas células reage com específicas ondas luminosas e, por isso, são classificadas como “cones vermelhos”, “verdes” e “azuis”. Basicamente, assim como em uma tela de computador, todas as cores que vemos são formadas por junções dessas três cores. Os cones azuis, por exemplo, reagem com ondas de comprimento curto, o que abrange as cores presentes na faixa azul-amarelo. E se uma pessoa tiver esses cones ausentess, não poderá ver as cores dessa faixa, o que configura a tritanopia — um dos oito tipos de daltonismo. Além da tritanopia, a extensão para Chrome é capaz de simular outros oito tipos diferentes tipos de daltonismo.
Fonte: exame