Notícias

Notebooks com tela dobrável? Intel diz que só daqui a 2 anos.

Os celulares dobráveis estão começando a sua caminhada no mercado de dispositivos móveis e ainda não conquistaram muitos interessados, já que a tecnologia precisa evoluir e se popularizar. Porém, muitos já estão com a cabeça lá na frente, pensando em transformar outro eletrônico em flexível: notebook.

De acordo com o site Nikkei Asian Review, um executivo de alto cargo da Intel afirmou que a tecnologia ainda deve demorar ao menos 2 anos para surgir. Ainda assim, isso é um sinal de que a fabricante de processadores já trabalha com empresas de painéis para tornar isso possível.

"Ainda é um começo para buscar vias possíveis e estamos tentando entender a capacidade e as limitações da tecnologia", afirmou o gerente geral de inovação mobile, Joshua Newman, durante um congresso em Taipei, em Taiwan. Nesse caso, o notebook seria formado por apenas uma grande peça de plástico, possivelmente sem dobradiça ou com um formato diferente separando a tela do teclado.

Longo caminho pela frente

Newman explicou que a Intel de fato vê potencial nesse segmento, mas precisa pesquisar muito para saber que elementos são relevantes para os usuários — e isso ainda está em estágio bem inicial.

Outro obstáculo é a possível má aceitação de dispositivos dobráveis, caso a primeira geração de smartphones com tela que se divide ao meio fracasse. O Galaxy Fold, por exemplo, já apresentou problemas e teve o lançamento adiado. "Até os consumidores podem virar mais conservadores com esse tipo de aparelho. […] Ainda resta saber se eles pensam que as telas flexíveis são mesmo úteis para eles", finalizou o executivo

Fonte: tecmundo