Notícias

Operadoras brasileiras perdem 600 mil linhas móveis em um mês.

O mês de janeiro não foi bom para as operadoras de telefonia no Brasil. Dados divulgados pela Anatel nesta quinta-feira, 2, indicam que, em janeiro, mais de meio milhão de linhas móveis foram encerradas. No período, foram registradas 647,7 mil linhas a menos, uma queda de 0,2% em relação ao mês anterior e de 5,3% em comparação com janeiro de 2016. De acordo com a agência, a queda é justificada principalmente por conta da redução do preço das ligações entre diferentes operadoras. Com a medida, que passou a valer no ano passado, muitos consumidores cancelaram chips de diferentes empresas, optando por ter uma só linha. A Anatel também aponta o cenário de desaceleração econômica como coadjuvante para a redução no número de linhas.

Operadoras

No período, a operadora que mais registrou queda foi a Tim, com 596,1 mil linhas a menos. Em segundo lugar aparece a Oi, com menos 182,1 mil linhas, e depois vem a CBTC Telecom, que entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano perdeu mais de 5,7 mil clientes. A Claro aparece na quarta posição, com queda de 1,7 mil, e a Vivo contabilizou um crescimento de 118,3 mil linhas no período.

Menos linhas pré-pagas

Entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017, foram 907,3 mil pré-pagos a menos e aumento de 259,6 mil linhas pós-pagas. No último ano, as linhas pré-pagas tiveram queda de 10,8%, uma redução de 20 milhões de linha. Linhas pós-pagas, ao contrário, tiveram um crescimento de 8,4%, cerca de 6,1 milhões.
Fonte: olhardigital