Notícias

Pesquisadores desenvolvem robô comestível.

Qual a melhor forma de sobreviver a uma ameaça robótica? Talvez criando máquinas comestíveis. Pesquisadores da EPFL (École Polytechnique Fédérale de Lausanne, na Suíça, estão desenvolvendo robôs capazes de se decompor.

Conforme relata o IEEE Spectrum, o robô usa componentes, que ao invés de serem feitos de plástico, são formados por gelatina, glicerina e água – o que significa que são comestíveis e biodegradáveis. O dispositivo pode ser usado para explorar o corpo humano, na medicação de pacientes, ser enviado para missões na natureza, depois deixado para decompor-se naturalmente, ou então servir como “robô-presa” na alimentação de animais selvagens para que eles possam ser rastreados.

Os pesquisadores sugerem até que os robôs poderiam comer a si mesmos - com a gelatina fornecendo uma fonte de energia de emergência para um bot em dificuldade. 

Fonte: olhardigital